A arquitetura e a desarquitetura carioca | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

A arquitetura e a desarquitetura carioca

Publicado por cidadedorio em 10/07/13 | Rio

_MG_7457

Comunidades, prédios e montanhas compõem o cenário Carioca

Por André Delacerda e Diogo Fagundes,

Essa semana o renomado crítico de arquitetura americana Paul Goldberger esteve no Rio de Janeiro visitando alguns monumentos arquitetônicos da região metropolitana. Ele se encantou com alguns ícones da arquitetura local mas achou que outros não foram bem projetados, já que não visavam uma boa comunicação com o entorno. Paul gostou muito do jeito das ruas internas do Leblon e Ipanema, e em especial de Santa Teresa. E elogiou nosso querido urbanista Burle Marx.

O Rio certamente tem um ponto a seu favor, a sua beleza cênica, ou melhor, arquitetura natural. Quanto a arquitetura urbana, temos muito o que avançar.

_MG_1377

A bela arquitetura antiga do Centro do Rio de Janeiro

A cidade destruiu jóias da sua história em nome do progresso e/ou da modernidade. Deixou que fossem construídos verdadeiros paredões de prédios em lugares que deveriam ter um gabarito de construção mais baixo e espaçado. E essa tendência ainda hoje segue a todo vapor já que a cidade vive um crescimento imobiliário, principalmente na Zona Oeste.

Temos que ficar atentos a essa verticalização descontrolada.

Os monumentos cariocas precisam de um cuidado maior. Se você vai as cidades europeias, observa prédios seculares com uma conservação impecável. Já se você vai ao Centro do Rio, encontra prédio coloniais abandonados, sem o mínimo zelo da iniciativa privada e dos governos.

IMG_7842

Os jardins do Aterro e os arranha-céus do Centro Carioca

No urbanístico, temos um exemplo lindo. O Parque do Aterro do Flamengo com seus jardins e traçado. Obra de Burle Marx.

Não longe dali, o Rio de Janeiro tem um problema muito sério, as suas calçadas, irregulares e mal planejadas. E que deveriam, numa cidade com tanta vocalização cênica, privilegiar o pedestre e fazê-lo observar mais os detalhes artificiais e naturais que tanto marcam esta cidade.

_MG_4873

Prédios e natureza lado a lado na Lagoa Rodrigo de Freitas

Achamos que o processo de revitalização na zona portuária é muito bacana. Esta é uma área da cidade com uma rica história e que foi esquecida por longos anos. Mas, mudanças urbanísticas não se solidificam somente com ruas novas ou prédios de grande gabarito. Os processos de revitalização devem ser construídos com aproximação de toda a cidade com o meio que está sendo intervencionado, com a conscientização da população, e com mais humanismo e menos especulação imobiliária.

IMG_8726

Praça XV próximo a Zona Portuária

O importante nesse processo de transição do Rio de Janeiro antigo para o Olímpico é a cidade se comunicar como um todo. E busca-se soluções inteligentes como a metrolização de trens, com a readequação das praças e logradouros públicos para se privilegiar a sustentabilidade e o ser humano. Não deixando que a cidade vire uma verdadeira cortina de prédios. Mas sim, que a cidade contracene com leveza com a generosa natureza que é uma dádiva.