De Janeiro: uma homenagem aos 450 anos do Rio de Janeiro | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

De Janeiro: uma homenagem aos 450 anos do Rio de Janeiro

Publicado por cidadedorio em 01/03/15 | Rio

9649313009_eb0ea68f8a_o

O Rio de Janeiro visto dos dois Irmãos

Por André Delacerda e Diogo Fagundes,

Faço versos e prosas por que tu me emocionas. De todos os janeiros, o que eu mais prefiro é você meu Rio. E a cada encontro, a cada amanhecer e entardecer, meus olhos se encantam e parece que me apaixono como se fora amor à primeira vista. Vejo nas tuas montanhas rochosas cercadas de verde, um refugio de paz e esperança, nas tuas águas um espelho prateado que reflete as cores da liberdade. Na tua gente mestiça um encontro de raças, que faz de ti uma esquina do mundo, um pequeno Brasil, mas em verdade um grande e generoso coração pronto a acolher a quem o procura. E se pensarmos que Deus na sua mais profunda sabedoria e inspiração o criou para nos presentear, es tu rio, a divina criação, a personificação do paraíso na terra, com aquela pontinha de pecado e luxuria. Capital das capitais, mesmo que já não ostente mais o titulo de chefe política da nação, tu es o portão de onde tudo começa e se encontra, tu é a cultura na sua manifestação mais viva, emanada de forma lúdica e popular por um povo sorridente que tanto o ama. Salto de uma das tuas muitas montanhas bonitas e vôo como um pássaro, planando por tua paisagem exuberante e vendo que tu és feito de contraste, ora é verde, ora é favela, ora é pedra, concreto e automóvel; mas acima de tudo tu és gente, tu és carioca, tu es de janeiro, é um rio que povoa os nossos corações, é o samba que embala nossas vidas, é a correnteza que nós leva por mil canções, é o verso do poeta, é o Rio de Janeiro.