Lendas Urbanas no Rio de Janeiro | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Lendas Urbanas no Rio de Janeiro

Publicado por cidadedorio em 03/05/15 | Destaques da Home, Rio

15931157620_876b547a73_o

Túneis da cidade e o misterioso Opala Preto

Toda cidade tem a sua lenda urbana, muitas delas dão arrepios. Quem já não andou pelas ruas da cidade a noite e teve a sensação de ter visto um vulto ou está sendo seguido por algo que não pode explicar?

O Rio de Janeiro não deixaria ter suas lendas urbanas. Aqui elas se espalham por ruas, prédios históricos, centros de poder econômico e até nas montanhas enigmáticas. Vamos conta algumas delas aqui ouvidas e contadas por amigos, e que vão fazer muito carioca ficar de cabelo em pé.

Na década de 70 havia um bandido que assaltava em um Opala preto. Em uma das suas fugas da polícia, o carro entrou em um túnel da cidade e bateu, o assaltante morreu. Meses depois algo de estranho começou a acontecer em alguns túneis do Rio de Janeiro. Dizem alguns motoristas, que ao transitarem pela madrugada, vinham pelo retrovisor do carro que estavam sendo seguidos por um Opala de cor preta, que pressionava o motorista que estava sendo perseguido, podia-se até ouvir o barulho do tal Opala. A lenda do Opala também já rendeu por muito tempo histórias de um misterioso carro que aparecia e desaparecia de repente pegando crianças. Verdade ou imaginação esta é mais uma lenda urbana das ruas do Rio.9647387790_21f4d56205_o

O Centro da cidade repleto de prédios históricos e cenários de mortes e confrontos também tem suas histórias. Palácios, museus e prédios coloniais dizem são assombrado por fantasmas seculares e até famoso. O Museu Histórico Nacional, que teve nos seus porões o corpo de Tiradentes esquartejado é um desses lugares que dão arrepios a noite. Dizem que o lugar tem muitos fantasmas e que eles gostam de aparecer dentro e nas imediações do prédio para atormentar pessoas.

O Theatro Municipal também tem muitas lendas e histórias. Dizem que os fantasmas aparecem até em dias de espetáculos e se sentam vestidos em roupas de época ao lado de espectadores vivos. Tem até o caso de uma senhora que estava assistindo uma opera e foi surpreendido por alguém que se parecia um escritor famoso e que já havia morrido a décadas. Os fantasmas no Municipal também gostam de mostrar seus dotes artísticos, dizem que pode-se ouvir seus cânticos pela noite a dentro.

9643085967_1f3d89221f_o

Atualmente há o caso dos assombros em um moderno prédio de escritórios do Rio de Janeiro. A Torre Almirante, e que já foi até matéria de jornal. A atual torre foi erguida sobre o antigo edifício Andorinha, que teve um fim trágico com um incêndio que destruiu o prédio e matou dezenas de pessoas. Os funcionários do prédio atual dizem que quando estão trabalhando seus equipamentos se desligam sozinhos. Tem o caso de uma funcionária que teve seu computador desligado inexplicadamente mais de dez vezes mesmo técnicos de informáticas tendo vistoriado o equipamento. Mas as coisas acontecem na torre após as 16 h quando portas contra incêndio se abrem e se fecham sem explicação, gritos e até um choro de criança podem ser ouvidos.

_MG_3117

As lendas urbanas do Rio de Janeiro não poderiam deixar de rondar suas montanhas. E umas das mais famosas a Pedra da Gávea é palco para luzes que aparecem do nada e ficam fazendo sobre vôos junto a Cabeça do Imperador. Há quem já viu um vulto luminoso a noite vagando pelo capim no platô da Gávea. Dizem que ele é um dos guardiões da pedra que tentam proteger o local contra intrusos que tentam desvendas seus segredos. Um das lendas contam que mergulhadores que estavam mergulhando em São Conrado encontraram uma caverna e ao desmaiarem em seguida acordaram em cima da Pedra da Gávea.

Verdades, mentiras, ilusão ou realidade. O certo é que as lendas urbanas povoam o Rio de Janeiro. Deixe aqui nos seus comentários a história de alguma lenda urbana do Rio de Janeiro.