Rio: De Braços Abertos | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Rio: De Braços Abertos

Publicado por cidadedorio em 25/01/13 | Rio

Por André Delacerda e Diogo Fagundes,

Todo mundo que chega ao Rio de Janeiro, tem essa sensação. A cidade o acolhendo de braços abertos. Não existe outro lugar no mundo que nos remeta sensação tão real.

Certamente a vida na cidade não é fácil, trocar costumes de origem pelos novos, entender a cultura local, é também um obstáculo que muitos ainda sentem. Mas, só de olhar lá para o alto e ver o Redentor de braços abertos, ficamos comovidos, e as barreiras de adaptação certamente se rompem.

Nós aqui do Cidade do Rio, somos nascidos em outros Estados e cidades. Nós amamos o Rio de Janeiro, nos encantamos pelo Cidade Maravilhosa e nos sentimos quase cariocas da gema. 

Uma cidade que tem o maior símbolo do país reconhecido mundo a fora, não pode pensar em rivalidades, não pode pensar em ser a melhor. O Rio é o Rio, e isso é inquestionável.

Somos um pouco de todos os Brasis, uma esquina do mundo. É por essa inteligente mistura de pessoas, de lugares, de costumes, que nos tornamos também a Cidade Maravilhosa.

É no Rio que os ritmos, se encontram. É no Rio de Janeiro, que a cultura nasce em ebulição. O Rio é polêmico, é desafiador, é as vezes agressivo, mas acima de tudo é amor.

Amor, amor, amor. É o que essa cidade é!

De braços abertos para quem vem do mar, pelo ar, e cruzando as estradas.

Você olha pela janela do seu carro em meio a um engarrafamento, e mesmo que esteja nervoso, os braços abertos do Cristo Redentor te inspiram a esquecer o caos, e abrir aquele sorriso, para ser abraçado por uma boa música, pela paisagem da cidade.

Não tem quem não se apaixone por esta cidade, seja famoso ou não. Como já dizia Gilberto Gil na música.

“O Rio de Janeiro continua lindo…aquele abraço”

Não é a toa que o Rio nos próximos anos acolherá tão bem gente do mundo todo em eventos como a Jornada Mundial da Juventude, a Copa das Confederações e do Mundo, e os Jogos Olímpicos. É isso que faz do Rio um sucesso, um chamariz de atenção. Receber de braços abertos a todos.