Um Rio em 2096? | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Um Rio em 2096?

Publicado por cidadedorio em 27/02/13 | Rio

Sim, são algumas cenas que podemos ver no trailer do filme “Uma História de Amor e Fúria” do cineasta Luiz Bolognesi. O longa-metragem em desenho de animação que se passa em quatro tempo e mostra o Brasil desde 1565 a 2096.

Foram 8 anos para feitura dos desenhos, mas parece que pelo trailer ficou muito bacana, e uma inovação bem interessante no cinema nacional, visto que este tipo de filme é mais comumente feito no exterior.

Os atores Selton Mello e Camila Pitanga são as vozes oficiais do filme.

No começo do filme, no primeiro episódio, temos a ocupação do Rio de Janeiro em 1565.

“O começo do filme trata da ocupação do Rio de Janeiro, fundado em 1565. Os franceses haviam se aliado aos índios da região, os tupinambás. Os portugueses se juntaram aos rivais tupiniquins e massacraram os tupinambás. Foi uma guerra de genocídio, foram perseguidos até a extinção. Mas busco mostrar uma visão não maniqueísta. Índios matam índios também. Não são apenas vítimas dos europeus. E ambas as tribos eram canibais. Está tudo bem descrito nas cartas de Anchieta, que reclama do canibalismo dos tupinambás. Temos também a versão dos franceses.” *

Uma das partes interessantes do longa-metragem, é o Rio de Janeiro futurista, de 2096.

“Esse se passa no futuro, em 2096. Queria muito um episódio de ficção científica. Fazer um longa com efeitos especiais futurísticos é caríssimo, mas em um desenho não tem nenhum custo extra. Era a minha chance de recriar o Rio com naves espaciais.Fizemos um prognóstico com informações atuais. Fala-se muito da falta de água potável no futuro, da subida do mar por causa do degelo, de condomínios verticais gigantes, da presença de milícias particulares, de assassinato de sem-teto. Já estava tudo aí, não foi preciso ir muito longe…” **

Então, vamos matar a curiosidade e assistir ao trailer.

  

* ** trechos retirados da entrevista do cineasta a Folha de São Paulo.