Concurso em busca de novos Talentos do Samba | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Concurso em busca de novos Talentos do Samba

Publicado por cidadedorio em 26/11/14 | ArteCultura

1A5A0124

O samba de raiz é a expressão mais autêntica da história e cultura musical brasileira e para manter essa tradição sempre viva, Antarctica, marca já reconhecida por apoiar o samba, dá continuidade ao concurso Talentos do Samba que tem como principal objetivo revelar e dar subsídios aos novos talentos. A 3ª edição do projeto recebe este ano a parceria do Ministério da Cultura e da Funarte , por meio da plataforma #AquiTemPalco, o que endossa o compromisso da marca em manter viva a tradição e incentivar a música como meio transformador da realidade social.

Para reforçar o time responsável pela escolha dos candidatos, Antarctica convidou o cantor e compositor Xande de Pilares para assumir a curadoria do concurso, posto que já foi ocupado por outros dois grandes nomes: Leandro Sapucahy e Dudu Nobre. Xande de Pilares bebeu da fonte do partido alto do samba e tem o respeito da velha guarda como Beth Carvalho, Arlindo Cruz e Martinho da Vila. Esteve à frente do Grupo Revelação por mais de 20 anos e agora atravessa uma nova fase de sua carreira, com o primeiro CD solo recém-lançado, estreia no cinema e o importante papel de participar de todas as etapas do concurso que deve eleger o novo talento do samba. 

“Fico muito feliz pelo convite para a curadoria do Talentos do Samba. Todos sabemos que o nosso Rio de Janeiro está repleto de muita gente talentosa, sambistas de corpo e alma e com um projeto assim as chances dessas pessoas aumentam. Ser curador de um concurso genuíno e fiel ao samba é muito gratificante e minha dedicação será intensa para revelar, junto ao público, os novos Talentos do Samba”, declara Xande.

Já Arlindo Cruz, que participa desde o início do projeto na figura de embaixador, tem experiência e a propriedade que só o tempo e talento podem conferir a um artista do seu quilate. Figura-chave no concurso, Arlindo integra o júri responsável por eleger o grande vencedor, além de dividir o palco com os grupos finalistas na festa da final, prevista para acontecer em janeiro de 2015. “O samba é uma corrente e precisamos de gente com muito talento para não deixar o samba morrer. Mais bacana que participar do concurso é poder ter a chance de ver sua carreira despontar”, afirma Arlindo Cruz.

De acordo com Maria Fernanda de Albuquerque, diretora de marketing de Antarctica, o concurso reforça o compromisso da marca em celebrar a cultura brasileira. “Antarctica possui uma estreita relação com o samba, ritmo que além de estar no DNA da marca, é símbolo nacional e expressão mais autêntica da cultura musical brasileira. O Talentos do Samba é um projeto que não apenas ajuda a desvendar e dar recursos a novos talentos, como também fortalece o samba de raiz, contribui com o fomento social e o apelo de geração de renda. E o apoio do Ministério da Cultura vem para reforçar o nosso compromisso com o samba e a democratização à cultura popular brasileira”, declara.

Os vencedores ganharão um contrato no valor de R$ 20 mil ; participação em um programa especial de rádio; e serão presenteados com workshop de empreendedorismo e consultoria musical. Além da gravação de um CD para cada um dos dois grupos vencedores.

 

Como Participar

Os grupos musicais interessados em participar devem efetuar suas inscrições no site Talentos do Samba - www.talentosdosamba.com.br até 14/12 ou via Caixa Postal 11447 CEP 05422-970. É necessário concordar com o regulamento e fazer o upload de uma música de autoria própria (hotsite) ou enviar um CD ou pendrive (caixa postal).

Todas as etapas do concurso serão divulgadas no canal online e este ano o público terá um papel ainda mais fundamental – é ele quem irá eleger um vencedor por meio do voto popular.

 

Seleção

Os 10 semifinalistas serão selecionados pelo curador do projeto, Xande de Pilares. Desses, sairão dois grupos vencedores – um por votação popular via site Talentos do Samba e um via júri composto por representantes da Ambev, Lynx Consultoria, Arlindo Cruz, Ministério da Cultura, Funarte e Xande de Pilares. Entre os critérios de avaliação, estão: qualidade musical, letra, execução musical e interpretação.