Copacabana é palco do Mundialito de Futevôlei 4x4 | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Copacabana é palco do Mundialito de Futevôlei 4×4

Publicado por cidadedorio em 21/02/13 | Eventos

182734_296394_brasil_x_argentina

Pelo terceiro ano consecutivo o Rio de Janeiro recebe as feras para a disputa do Mundialito de Futevôlei 4×4. Entre os dias 9 e 10 de março a arena, erguida na Praia de Copacabana, receberá alguns dos melhores jogadores do mundo na modalidade. Oito equipes estarão na disputa pelo título. Liderado por Renato Gaúcho, o Brasil lutará pelo bicampeonato. Já estão confirmadas também as participações das seleções de Paraguai, Uruguai, Espanha, Portugal, Argentina e Itália. A entrada para os jogos é gratuita.

“A evolução no 4×4 é visível. Hoje, está muito mais rápido, os jogadores têm mais habilidade. A expectativa é grande. No primeiro ano não fomos muito bem, melhoramos ano passado e nosso time esse ano vem ainda mais forte. Somos um dos favoritos, se não o favorito. O entrosamento é maior, jogamos juntos quase todo fim de semana”, afirmou Renato Gaúcho, capitão da equipe campeã em 2012.A disputa promete ser acirrada com a chegada de novos capitães para algumas equipes. O Brasil B terá Djalminha, ídolo em times como Flamengo e Palmeiras, que trocou os gramados pela areia e seguiu colecionando títulos. O Paraguai, campeão em 2011, quer novamente a taça e para isso contará com a experiência de Gamarra, velho conhecido da torcida brasileira com passagens pelo Corinthians e o Flamengo. Já a Itália terá o ex-zagueiro Fabio Grosso como líder. Fundamental na conquista da Copa do Mundo em 2006 – marcou o último gol na disputa de pênaltis contra a França -, ele se despediu dos gramados no fim de 2012.

“O Brasil do Renato tem o favoritismo por ser o atual campeão, mas precisamos tomar cuidado com os paraguaios. Jogar no Rio vai ser muito bom, espero poder conquistar o título em casa. Quero que a torcida lote a arena. Fui ao evento nos outros anos, o evento foi maravilhoso e espero que esse ano os dois times brasileiros cheguem à final,” comentou o estreante Djalminha.

Pelo segundo ano consecutivo, Claudio Caniggia será o capitão da Argentina. Querendo fazer bonito este ano, o carrasco do Brasil na Copa do Mundo de 90, treina com afinco. Donato, brasileiro naturalizado espanhol, comandará a Fúria.
Diferentemente do futevôlei tradicional, a modalidade 4×4 tem quatro jogadores em cada equipe e a rede é mais baixa, o que imprime maior dinamismo à partida. O formato foi desenvolvido pensando em entretenimento, com foco no público e nas transmissões da televisão, o Mundialito de Futevôlei 4×4 representa uma quebra de paradigmas e tem com objetivo ajudar na profissionalização do esporte.

Criação legitimamente brasileira, o futevôlei é democrático e um dos esportes mais praticados no verão carioca. “O futevôlei soma duas paixões populares: o futebol e a praia. Apostamos no sucesso dessa combinação. O estágio atual do futevôlei caracteriza uma oportunidade de altíssima atratividade. Um esporte com uma base de milhares de praticantes em franca expansão, mas ainda na fronteira do desenvolvimento profissional”, explica Marcia Casz, vice-presidente de esporte da IMX.

Foto: Agif/RPM