Quando ele falha...o sinal de conexão a internet nos deixa sem comunicação | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Quando ele falha…o sinal de conexão à internet nos deixa sem comunicação

Publicado por cidadedorio em 14/01/13 | Site

Editorial da Semana,

Por André Delacerda e Diogo Fagundes,

A comunicação e a conectividade são itens importantes numa cidade que pretende proporcionar melhor qualidade de vida aos seus habitantes e também receber gente de todo o mundo.

É sabido que a conexão de internet no Brasil não é das melhores do mundo. As vezes você contrata um serviço banda larga, que na verdade acaba sendo um banda curta. Pior é as conexões wi-fi nas ruas. O governo até tentou implantar sistemas de wi-fi na orla do Rio de Janeiro e no Complexo do Alemão. Iniciativas salutares, porém, em muitos trechos da orla existem sombras e/ou falhas de conexão, e quando você mais precisa, o sistema falha.

Nos shoppings do Rio de Janeiro e em alguns bares, já se pode conectar um laptop ou tablet com tranquilidade, navegar pela rede e transmitir dados.

O Rio de Janeiro tem outra questão importante quando se fala de comunicação, as enormes montanhas as vezes criam barreiras que impedem o sinal chegar com qualidade a determinados lugares. Isso até compreendemos. Porém, em outras partes, essa justificativa não serve como base para a falta de sinal.

Há alguns trechos da cidade em que a conexão via moldem externo acoplado a um laptop não funciona. É uma novela acessar internet em alguns pontos do centro. Nós aqui, já ficamos incomunicáveis em algumas ruas do Centro do Rio, como a Almirante Barroso e também na Orla da Zona Sul, na Praia de Ipanema, a operadora falhou e ficamos sem poder transmitir dados importantes.

Existem outra questão importante também que envolve a disponibilização da rede wi-fi nas ruas. O policiamento nas regiões, como por exemplo, praia, onde o governo implantou a rede.

Para que o usuário possa usar com tranquilidade o seu laptop e tablet, é importante ter policiamento constante nesses calçadões, se não, de que adianta ter wi-fi. Sabemos que há carros da polícia nessas áreas, mas é importantíssimo se intensificar o policiamento a pé, não só no verão, mas também durante o ano todo. O que estimularia a cariocas e turistas a usarem as redes de wi-fi na praia com tranquilidade.

Há muito o que melhorar, há muito o que fazer. Que as nossas operadoras melhorem o seu serviço de internet, que ainda é lento demais. E que o governo fiscalize bastante, até que cheguemos há um patamar de excelência nesses serviços. Principalmente agora, que nos aproximamos da realização de grandes eventos na cidade.