Roteiros Geográficos do Rio: Caminhando por Negras Geografias no Centro | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Roteiros Geográficos do Rio: Caminhando por Negras Geografias no Centro

Publicado por cidadedorio em 11/05/15 | Eventos

image003

Em homenagem a Abolição, acontece dia 13 no Centro do Rio de Janeiro, as caminhadas do Roteiros Geográficos do Rio. Neste dia haverá três tipos de roteiros, gratuitos.

13 de maio (quarta-feira)  –     CAMINHANDO POR NEGRAS GEOGRAFIAS NO CENTRO DO RIO – 3 diferentes Roteiros

Do Estácio de Ismael Silva à Casa da Tia Ciata

Encontro: 10 horas da manhã  junto à escultura interativa de Ismael Silva (esquina de rua Frei Caneca com avenida Salvador de Sá)

Praça Ismael Silva – Primeira Igreja Batista – Estácio da escola de samba inaugural – Conjuntos Residenciais Zé Kéti e Ismael Silva  (Minha Casa, Minha Vida) – Rua Néri Pinheiro – Cidade Nova (do chorinho e do maxixe) – Petrobrás – Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro – CEDAE – Escola Ana Néri – estação do metrô Praça Onze – Sambódromo – Monumento a Zumbi dos   Palmares – Terreirão do Samba / Palco João da Baiana – Igreja de Santana, avó de Jesus, a Nanã de negra  devoção.
Coordenação: Prof. Dr. João Baptista Ferreira de Mello

13 de maio (quarta-feira) – CAMINHANDO POR NEGRAS GEOGRAFIAS NO CENTRO DO RIO  (2º Roteiro)

Da Igreja do Rosário e São Benedito à Janela da Anunciação da Lei Áurea no Paço Imperial e de Isabel de Bourbon e Bragança

Encontro: 16 horas em frente à Igreja de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, Rua Uruguaiana, 77

Igreja do Rosário e de São Benedito (visita ao templo das irmandades negras  – abrigou a Catedral de São     Sebastião do Rio de Janeiro de 1737 a novembro de 1808)  – Templo do agradecimento da Corte em março de 1808)  – Rua do Rosário  em honra à  Senhora do Rosário – Chafariz do Mestre Valentim (filho de português com uma escrava –  maior  artista do seu tempo depois do Aleijadinho) – Janela do Paço Imperial na qual a Princesa Isabel    anunciou,  ao lado do marido Conde D’Eu,  a assinatura da Lei Áurea.
Coordenação: Prof. Dr. João Baptista Ferreira de Mello

13 de maio (quarta-feira) – CAMINHANDO POR NEGRAS GEOGRAFIAS NO CENTRO DO RIO  (3º Roteiro)

Do Cais e Jardins do Valongo à Pedra do Sal

Encontro: 20 horas na confluência das ruas Sacadura Cabral e Camerino

Jardins do Valongo (subida aos Jardins) – Cais do Valongo. Tombado pela UNESCO pelo seu  contínuo e dilacerante papel  na humanidade por ser o ancoradouro que maior número de escravos recebeu no mundo: um milhão – Rua Sacadura Cabral – Pedra do Sal dos trabalhadores da estiva, do samba, do gênio Pixinguinha, do sambista João da Baiana e do pintor Heitor dos Prazeres em plena “Pequena África do Rio de Janeiro”.
Coordenação: Prof. Dr. João Baptista Ferreira de Mello

Promoção: NeghaRIO (Núcleo de Estudos sobre Geografia Humanística, Artes e Cidade do Rio de Janeiro)     / PPGEO (Mestrado Doutorado em Geografia) – Instituto de Geografia – CTC – UERJ –Universidade do Estado do Rio de Janeiro – (apoio institucional SMC Secretaria Municipal de Cultura) Página do Facebook: Roteiros Geográficos do Rio –    roteirosgeorio@uol.com.br –Twitter:  @roteirosgeorio  – Em caso de tempo chuvoso, o roteiro será cancelado. É conveniente telefonar para confirmar – grátis – a pé. Inscrições não são necessárias.  Em dia de “casa cheia” recorre-se ao megafone.  (21) 98871-7238 (whatsapp) – www.roteirosdorio.com