"Todo esse mato que cresceu ao meu redor" tem única apresentação no Galpão Gamboa | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

“Todo esse mato que cresceu ao meu redor” tem única apresentação no Galpão Gamboa

Publicado por blogcidadedorio em 21/09/12 | Site

Através de diálogos, danças, brincadeiras de criança e projeções na parede, o espetáculo de dança contemporânea“Todo esse mato que cresceu ao meu redor” fala sobre saudade, nostalgia e memória. A montagem tem uma única apresentação no dia 23 de setembro (domingo), no Galpão Gamboa. A montagem integra o projeto Rota Gamboa e tem ingressos a preço popular.

“Todo esse mato que cresceu ao meu redor” é fruto de um blog de processo colaborativo entre o próprio elenco, que escreveu nele suas memórias pessoais e familiares. A cada semana, os atores se reuniam em uma sala de ensaio para ler o que havia sido escrito e criar o roteiro, que unindo todos os relatos, mostra que as emoções da história de vida de cada um tem algo de universal.

Fazendo uso de ferramentas herdadas da dança e do teatro contemporâneos, Caio Riscado e Luar Maria traduzem em gesto e movimento aquilo que não pode ser dito. Em contraponto, Lucas Canavarro e Pedro Capello, manipulam as projeções e inserem a fala para comunicar aquilo que o corpo não consegue mostrar sozinho.

A trilha sonora, executada ao vivo, no piano, é assinada por Philippe Baptiste. O cenário é composto por três bancos e uma cadeira forrada a grama. Um microfone colocado em um tripé serve de suporte para a inserção de materiais completamente distintos entre si.

Todos esses elementos fortalecem a tentativa de viajar por dentro dos vazios deixados ao longo do tempo. Largo do Machado, Berlim, os McDonald’s de Paris, Beirute, Tóquio, a casa da avó: em “Todo esse mato que cresceu ao meu redor” todos os lugares são estrangeiros.

Ficha Técnica:
Criação, Dramaturgia e Direção: Caio Riscado, Luar Maria, Lucas Canavarro e Pedro Capello
Atuação: Caio Riscado e Luar Maria
Suportes Cênicos: Lucas Canavarro e Pedro Capello
Pianista: Felipe Magaldi
Colaboração de Direção: Isadora Malta e Patricia Teles
Direção de Arte: Carolina Arnizaut e Rebecca Belsoff
Assistência de Arte: Fernanda Bigaton e Gaia Catta
Quadro e desenhos: Eduardo Castelo
Costura de painel: André Von Schimonsky
Iluminação: Thaisa Areia
Trilha Sonora Original: Phillipe Baptiste
Clarineta: Pedro Silva
Fotos: Claudia Elias
Programação Visual: Raul Taborda
Produção: Lia Sarno
Realização: Miúda
Apoio: Projeto Seis, Academia de Dança Rose Mansur, Colégio Marista São José, Metrópole Filmes, UNIRIO e Rampa, Lugar de Criação.

Serviço:
“Todo esse mato que cresceu ao meu redor”
Data e horário: 23 de setembro (domingo), às 20h
Local: Galpão Gamboa
Endereço: Rua da Gamboa, 279 – Centro – RJ
Telefone: (21) 2516-5929
Ingressos: R$10 (inteira) / R$5 (meia) para estudantes e idosos / R$1 para moradores dos bairros da Zona Portuária, apresentando comprovante de residência.
Vendas de Ingressos:
- No Galpão: Terça a quinta: das 14h às 19h (Nos dias de espetáculo a bilheteria funciona das 14h até a abertura da sala ou até esgotarem os ingressos)
- Na Pequena Central (Rua Conde de Irajá, n° 98 – Botafogo): Terça a quinta: das 10h às 16h
Capacidade do teatro: 80 lugares
Classificação etária: 14 anos
Duração: 60 minutos