UFC 148 | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

UFC 148

Publicado por blogcidadedorio em 08/07/12 | Site

Por Bernardo Moura,

Fugindo um pouco da linha do meu último post, vamos falar da final de Copa do Mundo que o Rio viveu na madrugada de domingo, 8 de julho. Ano passado, descobrimos que o futebol ganhou um irmãozinho para disputar o título de “paixão nacional” dos habitantes que vivem nessa terra.

Nas horas de sábado para domingo, fui parar na Lapa com amigos para divertir numa festa temática que rolava no Teatro Odisséia. Como tive que esperar uma amiga vir de um casamento na Urca para entrarmos todo junto no local, pude perceber isso que virou tema deste post. Enquanto não entrava no recinto, caminhamos pela Mem de Sá e Riachuelo e pude vi que, em cada TV ligada disponível nos bares, havia umas cem, duzentas pessoas vidradas em cada golpe do Sonnien e do Spider.

E quando o Silva ganhou? Todo mundo se abraçando, gritando Brasil com a mão no peito, Policial Militar se abraçando com Guarda Municipal e por aí afora. Então, ficam as perguntas: por quê Dana White achou que a luta não renderia pública caso acontecesse aqui no Engenhão? Será que ele achou que o brasileiro ainda não tinha sido cativado pelo esporte? Será que ele achou que o brasileiro não tem dindin o bastante para financiar uma entrada para ver dois homens lutando?

Meu passeio pelas ruas da Lapa me mostrou o contrário (Não mencionei aqui a hipótese de que cada domicílio juntou uma turma com bebida e petiscos para acompanhar a luta na Globo ou no PPV). De qualquer forma, que o Rio está um pouco melhor na recepção de eventos de grande magnitude internacionais, está sim. Sem dúvida. No entanto, em pleno século XXI, ainda sofre bullying dos grandes produtores em aportar um artista ou um campeonato como esses por aqui. Resta saber: até quando?