Dicas culturais: teatro, música no Rio de Janeiro e Fita em Angra | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Dicas culturais: teatro, música no Rio de Janeiro e Fita em Angra

Publicado por cidadedorio em 27/11/12 | Rio, Site

Nas dicas culturais desta semana tem a famosa montagem da peça “A Casa dos Budas Ditosos” no Méier. Um importante concurso de piano que acontece com o apoio do BNDES. Para aqueles que desejam viajar, uma dica de festival de teatro em Angra. Ah! Tem também um Congresso de Samba no Rio de Janeiro. Viva a cultura!!

A montagem, que tem direção e adaptação de Domingos de Oliveira, texto original de João Ubaldo Ribeiro, ficará em cartaz somente de 30 de novembro a 9 de dezembro, no Centro Cultural João Nogueira (Imperator), no Méier. A curta temporada (seis sessões) é o início das celebrações dos 10 anos do espetáculo, comemorados no próximo ano. As apresentações acontecem às sextas e sábados às 20h e aos domingos às 19h30.

Fernanda Torres interpreta uma baiana de 68 anos que detalha as incontáveis experiências sexuais que teve ao longo da vida. Em cena, ela conta, com muito humor, histórias de uma mulher que deseja dizer ao mundo que ousou cumprir sua vocação libertina e foi feliz.

Quando Domingos Oliveira leu pela primeira vez a obra de João Ubaldo, percebeu imediatamente o valor dramático do texto. Para escolher a atriz, Domingos pensou que “precisava de alguém que soubesse transitar por todas as idades, pelas diversas fases da personagem”. Pareceu ao diretor que deveria ser uma atriz que estivesse “entre os trinta e cinco e quarenta e poucos anos, a melhor idade na vida de qualquer mulher”.

Esse recurso simples de utilizar uma mulher jovem para viver uma senhora sexagenária que se lembra de detalhes de toda sua vida acabou por acentuar o discurso libertário da baiana de João Ubaldo. Quem prega, confessa e ri é a mulher no seu ideal de completude, em uma imagem projetada e viva. Essa ilusão contribui para que a viagem sexo-sensorial, proposta por João Ubaldo, aconteça plenamente no teatro. É impossível ficar-se indiferente à seleção de homens e mulheres que a baiana evoca, como também é impossível deixar de associá-los ao nosso próprio memorial afetivo. Esse efeito colateral talvez seja a grande experiência sensorial do espetáculo.

“A narrativa de João Ubaldo Ribeiro contém nítida importância filosófica, disfarçada em folhetins de peripécias sexuais. O personagem sem nome que Ubaldo criou é sem dúvida uma deusa. Ela possui uma liberdade divina almejada na imaginação por todos nós e, na prática, inalcançável por qualquer um de nós”, diz Domingos.

Fernanda Torres encontrou neste convite o projeto ideal para experimentar a possibilidade de se fazer teatro apenas com um ator, um texto e um microfone. Era uma vontade antiga que a atriz alimentava desde que assistiu pela primeira vez a um monólogo de Spalding Gray. A contundência do discurso sexual da baiana e a qualidade do texto de João Ubaldo deram segurança para que Domingos de Oliveira e Fernanda Torres optassem pela limpeza absoluta, pondo em prática a máxima: quanto menos, mais. Arriscaram deixar a personagem sentada, acompanhada apenas de alguns objetos, entre os quais o livro “Nossa Vida Sexual”, de Fritz Khan, e os dois Budas Ditosos – estátuas em miniatura de dois pequenos budas praticando sexo.

A diretora de criação, Daniela Thomas, soube sintetizar nessa simplicidade a luxúria que deu origem ao texto. Utilizando um fundo preto de cenário e uma mesa de vidro, permitiu que a verdadeira arquitetura em cena estivesse presente apenas na caracterização da personagem. Os balangandãs da baiana, jóias, batom, cabelo, peitos, estampa, volúpia e excessos são trazidos em cena por ela; e com ela vão embora.

FICHA TÉCNICA:
A CASA DOS BUDAS DITOSOS
Com: Fernanda Torres
Direção e adaptação: Domingos de Oliveira
Direção de Arte: Daniela Thomas
Direção de Produção: Carmen Mello

SERVIÇO:
A Casa dos Budas Ditosos
De 30 de novembro a 09 de dezembro de 2012 (Sextas, sábados e domingos)
Local: Centro Cultural João Nogueira (Imperator)
Endereço: Rua Dias da Cruz, n°170 – Méier
Ingressos: Sextas e domingos R$ 60 e sábados R$ 80 (tem meia)
Horário: sexta e sábado às 20h e domingos às 19h30
Telefone (bilheteria): (21) 2596-1090
Capacidade do teatro: 642 lugares
Gênero: Comédia
Classificação etária: 18 anos
Duração: 90 minutos

Para quem curte piano, e música clássica, a opção é um importante concurso que está acontecendo no Rio de Janeiro.

Os candidatos selecionados para o III Concurso Internacional BNDES de Piano do Rio de Janeiro realizam hoje, dia 27, e na quarta, dia 28, as provas da fase eliminatória, às 15h no Auditório do BNDES. Dos 18 pianistas, vindos de 12 países, oito vão para a etapa seguinte, as semifinais. Eles estão concorrendo a R$215 mil em prêmios e a uma série de concertos agendados. O Concurso conta com patrocínio exclusivo do BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – e parceria com a Orquestra Sinfônica Brasileira. Os concertos são abertos ao público.

Nas Eliminatórias os candidatos interpretarão Mozart, Liszt ou Chopin, e uma obra à livre escolha.

O Concurso Internacional BNDES de Piano conta com um júri de peso. O francês Jean-Philippe Collard preside a banca que conta ainda com os pianistas Antonio Pompa-Baldi, Francesco Libetta, Frank Lévy, Gabriel Tacchino, Mikhail Voskresensky, Piotr Paleczny, Sergio Tiempo, e a regente brasileira Ligia Amado.

PIANISTAS SELECIONADOS PARA AS ELIMINATÓRIAS:

Akihiro Sakiya – Japão
Aurèle Marthan – França
Desislava Bobrina – Rússia
Dongkyu Kim – Coreia do Sul
Elisa D’Auria – Itália
Fernando Altamura – Itália
Lei Meng – China
Mauricio Arias – Colômbia
Maya Irgalina – Bielorussia
Mikhail Berestnev – Rússia
Natalia Tkachenko – Rússia
Nino Bakradze – Georgia
Ronaldo Rolim – Brasil
Sun-A Park – Coreia do Sul
Tamila Salimdjanova – Uzbequistão
Tuomas Kyyhkynen – Finlândia
Yejin Noh – Coreia do Sul
Yoonie Han – Coreia do Sul

PROGRAMA DAS ELIMINATÓRIAS:

Mozart – 1° Movimento de Sonata de livre escolha
Chopin ou Liszt – Um Estudo de livre escolha
Uma peça de livre escolha com duração de até 10 minutos

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

25 de novembro – 17h – Concerto de abertura
Orquestra Sinfônica Brasileira
Roberto Tibiriçá, regente & Sergio Tiempo, piano
Theatro Municipal do Rio de Janeiro

27 e 28 de novembro – 15h – Eliminatórias
Auditório BNDES

30 de novembro e 1 de dezembro – 15h – Semifinais I
Auditório do BNDES

3 e 4 de dezembro – 15h – Semifinais II
Auditório BNDES

8 de dezembro – 17h – Prova Final (Apresentação dos 3 finalistas com orquestra)
Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Orquestra Sinfônica Brasileira
Ligia Amado, regente

SERVIÇO:
III Concurso Internacional BNDES de Piano do Rio de Janeiro
Eliminatórias:
Datas: 27 e 28 de novembro às 15h
Local: Auditório BNDES (Av. República do Chile, 100 – Centro)
Ingressos: Entrada gratuita para todos os concertos e provas
(Para os concertos no Theatro Municipal, o ingresso deve ser retirado na bilheteria, 1 hora antes do início do espetáculo)
Mais informações: Concurso de Piano

Para quem curte a Costa Verde e o Teatro, a opção é aproveitar as belezas de Angra e curti peças teatrais.

Até o dia 9 de dezembro a cidade de Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio de Janeiro, será o cenário para a 9ª edição da Festa Internacional de Teatro de Angra. Durante 17 dias a FITA receberá 46 espetáculos, sendo 11 estreias nacionais, divididos em sessões dirigidas ao grande público, apresentadas em uma tenda com capacidade para 1500 pessoas, até os espetáculos mais intimistas, que ocuparão o Teatro Municipal. O mesmo espaço também abrigará a Sessão Fitinha, que ao longo do festival faz a alegria da criançada e leva para Angra as melhores peças infantis. Pelo segundo ano consecutivo a FITA entregará o Troféu Ítalo Rossi e o corpo de jurados é composto por Sérgio Fonta, Ana Kutner, Daniele Ávila, João Coelho e Lionel Fischer, todos com grande experiência em crítica teatral no Rio de Janeiro.

- Costumo dizer que o nosso festival é feito do ponto de vista da plateia, até porque temos uma adesão popular muito grande. No ano passado atingimos a marca de 95 mil pessoas durante todo o evento. Poucos festivais de teatro no Brasil conseguem reunir uma plateia tão grande – diz João Carlos Rabello, criador e curador da FITA ao lado de Sérgio Fonta.

A programação da FITA traduz exatamente ao que ela se propõe: uma grande festa do teatro brasileiro. Comédias, dramas, monólogos, musicais, todos os gêneros podem ser conferidos de perto pelo público. Isso tudo sem perder, logicamente, a qualidade artística. Maria Mariana leva o seu “Barco de Papel” para Angra, enquanto a atriz Bianca Byington marcará presença com a peça “Domésticas”. Recordista em participações na FITA, Roberto Bomtempo estará novamente presente com a peça “O Beijo no Asfalto”. André Mattos apresenta “Depois do Final Feliz”; A comédia de Domingos Oliveira e Alberto Goldin “Todo Mundo tem Problemas Sexuais” estará presente, assim como “O Namorador… Ou a Noite de São João”; “Ciúme”, com Iara Rocha; “Coisa da Sua Cabeça”; “Novela Brasil”, com Rodrigo Fagundes, Wendell Bendelack e grande elenco; “Mamutes”, dirigido por Inez Vianna; “6 Aulas de Dança em Seis Semanas”, com Suely Franco e Tuca Andrada; “O Olho Azul da Falecida”, Com Marcos Pigosi e grande elenco; “O Auto da Compadecida”, texto de Ariano Suassuna; “Também Queria te Dizer – Cartas Masculinas”, com Emílio Orciollo Netto; “À Primeira Vista”, com Drika Moraes e Mariana Lima; “Má Drasta”; “Deus e Diabo na Terra do Sol”; “Preferiria, Não!”, de Denise Stoklos; “O Cara”, com Paulo Mathias Jr. e “Obessão”, de Carla Faour.

Estreias nacionais movimentam festival!

Além de ser um festival que leva para Angra dos Reis os grandes sucessos em cartaz pelo país, a FITA se firmou como um palco para estreias nacionais. A cada ano o número de produções interessadas em se apresentar só cresce e a consequentemente a dificuldade em escolher as melhoras apostas que irão circular pelos palcos do país. Para 2012, a curadoria da FITA selecionou algumas dessas promessas. “Romeu na Roda” coloca em cena toda a família Simas, formada pelo pai, o mestre em capoeira Beto Simas, e seus três filhos, Rodrigo Simas, Bruno Gissoni e Felipe Simas. Juntos eles levam para o universo da capoeira a história de Romeu e Julieta, de Shakespeare. Nizo Neto e Tatiana Presser apresentam a comédia “Vem Transar com a Gente”, uma verdadeira aula sobre sexo ao vivo. Outra estreia cercada de expectativa é “Tarja Preta”, monólogo apresentado pela atriz Letícia Isnard, dirigido por Ivan Sugahara. Fabiana Karla e Leandro da Matta levam para Angra a comédia “A Vida em Rosa”, enquanto Joaquim Lopes e Monique Alfradique estreiam a comédia de Regiana Antonini “Pirou?”. Com pitadas de sensualidade e um texto caprichado, Cláudio Handrey assina a direção de “Porcos com Asas”, espetáculo que aborda de forma bem humorada o início da sexualidade de um jovem casal. Dentro do mesmo universo juvenil, Afra Gomes e Leandro Goulart, responsáveis pelo sucesso “Garotos”, estreiam “Corações Psicodélicos”. A peça mostra a vida de quatro jovens em busca do amor perfeito. Completam a lista das estreias os espetáculos “Favela”, de Rômulo Rodrigues, as comédias “Meninas Crescidas não Choram”, com Nany People, “As Mal Criadas” e “Salvem a Professorinha!”.

- Com o número de peças inéditas que recebemos poderíamos fazer um festival só de estreias, mas esse não é o nosso foco. Por isso tivemos que selecionar de forma criteriosa as peças que estrearão em Angra – Conta João Rabello.

O cenário onde é erguido o teatro com capacidade para 1500 pessoas é a Praia do Anil, no Centro de Angra dos Reis. O palco reproduz fielmente a estrutura dos melhores teatros e casas de show do país. A tenda é toda refrigerada e recebe o mais moderno equipamento de luz e som disponível no mercado.

A parte internacional da FITA ficará à cargo da trilogia escrita por Joe Bone. A primeira peça é “Bill Dog (Bane 1)”, que conta a história do protagonista Bill perseguido por diversos bandidos. A trama continua nos espetáculo “Bane 2” e “Bane 3”.

Fita premiará os melhores e criançada terá novamente a FITINHA

Formar plateias é um dos principais objetivos da FITA desde a primeira edição. Não é a toa que muitos jovens que hoje assistem aos espetáculos destinados ao público adulto tiveram seu primeiro contato com as artes cênicas na FITINHA. Para garantir o acesso da criançada aos espetáculos, a produção organiza verdadeiras excursões que levam alunos da rede pública e os moradores da Ilha Grande ao teatro.

Para 2012 estão programados os seguintes espetáculos: “Mundo dos Sonhos”, “Os Saltimbancos”, “No Jogo do Caipora Curupira Joga Fora”, “O Menino que Virou Anjo”, “O Rouxinol e o Imperador”, “A Cozinheira, o Bebê e a Dona do Restaurante”, “Valentim”, “Coisas que a gente não vê”, “Um Chorinho para Dona Baratinha”, “A Princesa e o Sapo” e “Contarolando”.

Pela segunda vez consecutiva, a FITA premiará as melhores peças que passarem por Angra dos Reis nos 17 dias de festival. Vencedor do ano passado como melhor espetáculo com a peça “Música para cortar os Pulsos”, o paulista Rafael Gomes destacou a importância da premiação para o cenário nacional. “Foi um momento emocionante quando ganhamos o prêmio de melhor espetáculo. O teatro precisa cada vez mais de incentivos”, disse.

Para presidir o corpo de Jurados e organizar a premiação, a FITA convidou o crítico teatral Sérgio Fonta, que por sua vez reuniu o mesmo time do ano passado. Ana Kutner, Danielle Ávila, Lionel Fischer e João Coelho terão a missão de eleger os melhores da FITA 2012. Os vencedores serão conhecidos em uma na festa de premiação a ser realizada após o término da FITA. As categorias que concorrem à premiação são: Melhor Diretor; Melhor Autor; Melhor Ator; Melhor Atriz; Melhor Ator Coadjuvante; Melhor Atriz Coadjuvante; Melhor Cenário; Melhor Figurino; Revelação; Melhor Espetáculo (júri oficial); Melhor Espetáculo (júri popular) e Melhor Espetáculo Infantil (Esta categoria será julgada por um júri mirim).

SERVIÇO
FESTA INTERNACIONAL DE TEATRO DE ANGRA – FITA
Data: De 23 de Novembro até 9 de Dezembro
Local: Angra dos Reis – Rio de Janeiro.
Preço: Ingressos a partir de R$ 2,50
Sessão SESC – Praia do Anil – Centro de Angra dos Reis | Capacidade: 1500 lugares
Sessão Transpetro / Sessão Fitinha – Teatro Municipal de Angra dos Reis – Capacidade: 250 lugares. Praça Guarda Marinha Greenhalgh, s/n. São Bento.
Verificar a programação completa do evento no site www.fita.art.br
Venda de Ingressos: www.compreingressos.com | 3005 7489

::FICHA TÉCNICA::
Curadoria FITA: João Carlos Rabello
Presidente do Júri: Sérgio Fonta
Jurados Prêmio FITA 2012: Ana Kutner, Daniele Ávila, João Coelho, Lionel Fischer e Sérgio Fonta.

E não poderíamos encerrar estas dicas sem o nosso querido samba.