Evite alimentar os animais silvestres nas trilhas | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Evite alimentar os animais silvestres nas trilhas

Publicado por cidadedorio em 17/01/13 | Rio, Site

Por André Delacerda e Diogo Fagundes,

Vez ou outra, enquanto fazemos nossas aventuras pelas montanhas do Rio de Janeiro, nos deparamos com inúmeros animais, que vão desde cobras, e nos já encontramos uma de 3 metros, enquanto escalávamos nas Paineiras, passando por um inusitado encontro noturno com um porco do mato a noite na subida para a Pedra da Gávea.

O animal, que mais encontramos nas nossas caminhadas pela Floresta da Tijuca são os primatas, macacos de médio e pequeno porte, muito deles desinibidos, se aproximam como que se estivessem querendo ser fotografados.

 

É sabido que eles se aproximam das pessoas nas trilhas a procura de alimentos, já que em muito destes lugares, já é de costume se alimentar estes pequenos primatas.

Há também aqueles animais que tiveram seu habitat invadido pelo homem, e neste caso, eles acabam invadindo casas a procura de alimentos, como no caso das casas bem próximo a Floresta da Tijuca.

Mas, o que muita gente acha bacana, pode ser prejudicial, pois acaba modificando os hábitos alimentares destes animais. Eles deixam de comer as frutas nativas, de se alimentar de insetos, e ficam ali, a espera de que humanos os alimente, perdem parte do seu instinto, sem falar que podem ficar mais expostos as enfermidades trazidas da cidade.

Quando for fazer uma trilha, ou esteja em algum lugar da cidade que tenha acesso a animais silvestres, evite alimenta-los, no máximo, mantenha seu contato com eles através de fotos.