Fusão de estilos bem brasileiros | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Fusão de estilos bem brasileiros

Publicado por blogcidadedorio em 14/05/12 | Destaques da Home, Rio, Site

Por André Delacerda,

O Rio de Janeiro é uma esquina musical do Brasil, do mundo. Aqui os ritmos se encontram, se transformam. É nesse caldeirão cultural que vem despontando o grupo musical Brasil de Cara. Hoje vamos conhecer mais sobre eles, sobre os estilos e a musicalidade, que vem chamando atenção na cena musical da Cidade do Rio.

Cidade do Rio – O que é Brasil de Cara?

Brasil de Cara – É um grupo de música que apresenta a fusão de diversos estilos musicais partindo de uma abordagem essencialmente brasileira, e manifesta por si só uma híbrida gama musical. Perpassando por um viés antropofágico, já que se alimenta da mistura de sons e influências que fazem parte de nossa cultura, folclore, crenças e tradições, sua musicalidade agrega xote, samba, baião, coco, ciranda, maracatu, frevo, caboclinho e choro, numa fusão contemplada por elementos do jazz, rock e música erudita. O grupo é formado por estudantes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Escola de Música Villa-Lobos e cada show se torna uma grande celebração brindada com a estreita interação entre artistas e público. Tudo está presente nesse círculo: da pajelança à mescla afro-brasileira, do cantochão às músicas entoadas por lavadeiras dos rios. O Brasil de Cara canta as Marias, os Santos, Silvas e Tupinambás mesclando música, dança e teatro. É, assim, reflexo de nosso povo, branco, índio, negro e mestiço. O resultado? A saudação da alegria e do espírito brasileiro, onde público e músicos se expressam para além da linguagem musical!

Premiações:

O grupo já participou de diversos festivais, tendo conquistado os prêmios de melhor arranjo no Festival de Música e Ecologia da Ilha Grande-RJ (2004), o 2º lugar no 16º festival de MPB de Tatuí-SP (2007), o 1º lugar no FEMUPI – Festival de Música de Piraí-RJ (2007), 2º lugar no FEMUPI – RJ (2008), Melhor banda escolhida por votação popular e prêmio dos jurados pelo conjunto da obra no 21º FUC – Ponta Grossa – PR (2008), Melhor Arranjo no Festival das Rádios Públicas do Brasil ARPUB – RJ (2009), Prêmio gravação de 2 músicas pelo selo Niterói Discos – RJ (2009), 3º lugar no FEMUPI (2010) – RJ e o 1° lugar no Festival Som da UFF 5 – RJ (2011).

Integrantes:

Anna Heuseler – Percussão
Nando Menezes – Bateria
Marcelo Bruno – Baixo e voz
Matheus Braga – Violão
Pedro Sales – Flauta
Marisol Corteletti – Voz
Juliana Gerth – Voz
Rossana Rússia – Voz
Juliana Peres – Voz
Leo França – Voz

Cidade do Rio – ‎É mais um movimento nascido na Lapa, no renascimento do bairro boêmio?

Brasil de Cara – Não é mais um movimento nascido na Lapa. O Brasil de Cara nasceu de uma idéia do seu diretor musical Marcelo Bruno quando estudava na Escola de Música Villa- Lobos em formar uma orquestra e chamou 30 músicos para participar desse projeto, no entanto, com as dificuldades encontradas pra tocar com um grupo com tantas pessoas a formação foi reduzida até que chegou no final de 2004 com 13 músicos. Em 2005 a idéia realmente tomou forma e nasce então o Brasil de Cara com identidade de grupo, de uma grande família com um repertório definido, arranjado, ensaiado, e começou a fazer shows, participar de festivais, editais ou seja, em 2005 surge o grupo Brasil de Cara

Cidade do Rio – O que pauta a musicalidade do grupo?‎

Brasil de Cara – O grupo sofre influências das harmonias jazzistícas, do folclore, dos ritmos nordestinos e dos grandes mestres brasileiros que sistematizaram esse encontro do jazz com a música nordestina (Hermeto Pascoal, Egberto Gismonti, Luíz Gonzaga, Sivuca, Tom Jobim, Milton Nascimento e todos os outros que fizeram e fazem essa comunhão).

Cidade do Rio – Orquestra ou banda?

Brasil de Cara – No começo como já foi dito a idéia era formar uma orquestra com naipes de cordas, sopros aliados aos cantores, e a instrumentos mais populares como baixo elétrico, violão, cavaquinho. Com a redução, apesar de soar como uma orquestra pois os arranjos são trabalhados e dedicados pra esse fim, o Brasil de Cara é um grupo de música.

Cidade do Rio - Como vocês se encontraram para forma o grupo?

Brasil de Cara – Houve uma formação que perdurou de 2005 a 2009 que se encontrou na Escola de Música Villa-Lobos e na Escola de Música da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) quando o seu diretor musical Marcelo Bruno estudando nessas instituições simultaneamente chamou os músicos que fizeram parte do grupo nesse período. Houveram mudanças de integrantes em 2009, e um certo ecletismo de estudantes e profissionais de outras áreas começou por se fazer dentro do grupo. Os novos integrantes foram chamando seus amigos que tivessem talento musical, mas que não necessariamente estudassem música, e o grupo recebeu um acréscimo das experiências dessas pessoas.

Cidade do RioOnde o público carioca pode ouvir vocês?

Brasil de Cara – Não só o público carioca como o mundo inteiro pode ouvir o Brasil de Cara em www.oinovosom.com.br/brasildecara e www.myspace.com/brasildecara, e todo sábado o grupo toca gratuitamente, na Rua da Lapa 141, 2º andar da Sinuca Tico Taco. O evento começa às 22hs com Dj, depois tem uma banda de abertura e 1h da manhã o show do grupo Brasil de Cara. Estão todos convidados!