Relíquias de quase 3 mil anos são encontradas nas Ilhas Cagarras | Cidade do Rio

Cidade do Rio - De braços abertos como o Rio de Janeiro

Relíquias que poderiam ter quase 3 mil anos são encontradas nas Ilhas Cagarras

Publicado por cidadedorio em 17/03/14 | Rio

IMG_8027

Arquipélago das Ilhas Cagarras

Por André Delacerda e Diogo Fagundes,

Elas estão a poucos quilômetros da orla de Ipanema atraem a atenção de cariocas e turistas, por se destacarem na paisagem marinha do Rio de Janeiro.

Mas o que poucos sabem é que o Arquipélago das Ilhas Cagarras não é habitado apenas por pássaros., Esse conjunto de ilhas, formado pelas ilhas Cagarra, Comprida, Palmas, Redonda e as ilhotas Filhote da Cagarra e Filhote da Redonda, um dia já foi habitado ou visitado por antigos povos que viviam no litoral.

IMG_3634

Relíquias de mais de 500 anos foram descobertas na Ilha Redonda

As descobertas ocorreram na Ilha Redonda, a maior de todas e a que possui difícil acessibilidade pois o trecho do barco até a ilha é feito a nado e em seguida com a escalada dos paredões, fato que preservou as características do lugar e preservou essa parte da pré-história do Rio de Janeiro ainda pouco conhecida.

Foi graças ao Projeto Ilhas do Rio, realizado pelo Instituto Mar Adentro, que tem como principal objetivo fornecer dados científicos para a elaboração do Plano de Manejo do Monumento Natural das Ilhas Cagarras (MoNa Cagarras), unidade de conservação (UC) criada em 2010, que as descobertas arqueológicas foram feitas.

Dos achados que foram encontrados na surpreendente descoberta do sítio arqueológico, próximo ao cume da Ilha Redonda; constam cacos de cerâmica, machados de pedra, “quebra-coquinhos” e uma mão de pilão. Análises preliminares sugerem que se tratam de artefatos da cultura Tupiguarani que é datada entre 500-3000 anos no Estado do Rio de Janeiro.

Outra curiosidade foi o achado de batata-doce planta originaria do Peru e México.

Toda essa pesquisa realizada no arquipélago gerou a publicação do livro “História, Pesquisa e Biodiversidade do Monumento Natural das Ilhas Cagarras”, que é a maior contribuição científica da fase inicial do Projeto Ilhas do Rio, onde embasou substancialmente o diagnóstico ambiental do MoNa Cagarras, disponibilizando um instrumento fundamental para a elaboração de um bom plano de manejo. Além disso, com essa obra são apresentadas riquezas paisagísticas, biológicas e antropológicas desse cartão postal da orla carioca de forma a mobilizar a sociedade em prol de sua conservação e do desenvolvimento sustentável de seu entorno. O Projeto Ilhas do Rio é patrocinado pela Petrobrás através do Programa Petrobras Ambiental

Uma curiosidade aqui da redação do site é se esses habitantes do litoral tinham alguma conexão com outros povos? São questões que certamente as pesquisas futuras nas ilhas vão revelar.

Aguardem outras matérias sobre as descobertas nas Ilhas Cagarras.